.posts recentes

. Perda

. Impedimento da ambição

. Carta de Mary Quant à gen...

. Restelo

. Impacto

. Ser um Ser

. Cidade em pó

. Gente Descontente

. Maratona da Vida

. Peças da Vida

. Falta

. Ciclo Estagnado

. Ser

. Sera(o) que voltas?

. Sem Palavras

. Multiplicação em Fracção

. Público

. Amor Funesto

. Momento

. (In)Correspondencia do am...

. Reflexão Última

. Pretérito Presente

. Há algo de belo

. If I...

. Erro

. Obsession

. Reflexão última

. O avesso do meu coração

. A tristeza d'um sorriso

. Romance Pt2

. Romance

. Raining

. Dreamer

. Fall

. Não ajudes...empurra

. O poeta não é mais que um...

. Curta-Metragem

. Flaming Rose

. Meu calcanhar de Aquiles....

. A quem escreve poesia.

. Só sei que nada sei

. Felicidade

. Intenção é a minha tentaç...

. O tempo para o suamento d...

. Soneto da Saudade

. Umas são em português...o...

. Uma para nos classificar ...

. :)

. Adivinha esta para vermos...

. Querem que vos declamemos...

.arquivos

. Novembro 2015

. Setembro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Dezembro 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Fevereiro 2010

. Abril 2008

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

Domingo, 20 de Abril de 2008
Peças da Vida

Hoje morri para o mundo
Embati no mais profundo
De onde o inferno se ergueu...

 

E nada estremeceu...

 

Hoje algo estrondoso se abateu
E sobre mim permaneceu
Minha alma sufocou, empalideceu...

 

E ninguém gemeu...

 

Hoje vi o que de seu,
Era meu...

 

Vi o ontem...

Que por tamanha dor alguém esqueceu...


Hoje vives as vidas de outrora
Por não sentires aquilo que fora,
Apaziguando lustremente por fóra
A mágoa que no coração aloura.

 

Hoje, quis viver o ontem
De várias vidas efémeras já esquecidas,
Querendo viver cada uma eternamente...
Mas percebi que um pouco de todas somente
Tornam vivas as peças das nossas vidas,
Para que todos as montem!

 

Hoje meu, que sois o ontem de vós
Caíste aos pés de quem te deu vida de apatia,
Mas sabendo que na guilhotina morreremos todos nós
Mesmo assim, alerto para as garras da nostalgia.

 

 

Hoje...

 

Ainda para vós existe o amanhã...

publicado por Amor(com)Bateador às 16:27
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Sofia a 4 de Julho de 2008 às 11:42
Oh Pedro porque é que chamas a Flávia de "atum"? xD

Beijinho
De Pedro Leitão a 4 de Julho de 2008 às 11:45
Curioso blog para tal pergunta...

Porque é que chamo atum? Eu gosto de atum... principalmente em lata:P
De Sofia a 4 de Julho de 2008 às 21:44
Logo, gostas tanto da Flávia como de atum em lata!

Oh God que comparação Pedro!
De Pedro Leitão a 5 de Julho de 2008 às 01:57
Cada um gosta do que gosta :)
De dr_house_2 a 29 de Julho de 2009 às 11:22
BOM BLOG SEMPRE E MELHOR DO QUE O MEU xd
BEM EU QUERIA TER ESTE BLOG
De http://storm-of-life.blogs.sapo.pt a 22 de Janeiro de 2011 às 10:38
E é neste poema que as palavras certas valem as mil imagens... parabéns pela escrita.
Fiquei fã.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
.tags

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds