.posts recentes

. Não ajudes...empurra

.arquivos

. Novembro 2015

. Setembro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Dezembro 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Fevereiro 2010

. Abril 2008

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

Terça-feira, 10 de Outubro de 2006
Não ajudes...empurra

Se um amigo meu
Tentar de um precipício saltar
Não o puxo, faço o contrário...
Mesmo que o porquê de mim escondeu...
Mesmo que seja por doença, fel do amor ou salário
Tomo coragem!
Pois sei que o estarei a ajudar.

Sei que se o parar
Ele me vai perguntar
O porquê de o estar a ajudar
E ate contra mim se pode virar

Sei que se as cabeçadas
São por causa do tal fel
A que dói mais
É a sentida na pele

Sei que por mais cabeçadas
Que eu lhe possa travar
A maior cabeçada
É aquela que o faz acordar

E quem com elas não aprende
Das duas uma
Ou é um masoquista doente
Ou então só pode ser demente


Portanto...só te resta morrer...


Mas,...

Se achas que nasceste para morrer
Diz-me, o que ainda estas aqui a fazer?

publicado por Amor(com)Bateador às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
.tags

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds